Início do conteúdo da página
Início do conteúdo da página

Palavra do Reitor

Ensino para além do tempo e da distância

Estamos assistindo a uma verdadeira revolução no ensino: houve um aumento de 52,5% de matrículas entre 2011 e 2013, segundo a Associação Brasileira de Educação a Distância (Abed). Ano passado, para termos uma ideia, os cursos disponíveis já somavam 5,8 milhões de inscritos. Nessa modalidade de ensino, mais da metade dos cursos são de pós-graduação e atendem a um perfil de pessoas que já estão no mercado de trabalho – na sua maioria não dispõem de tempo –, mas que precisam se reciclar ou melhorar sua qualificação. Esse modo de formação/educação vem sendo adotado por todas as universidades e instituições de ensino do mundo.

No Brasil, o Ensino de Educação a Distância (EAD), que começou utilizando os serviços dos correios, tem mais de um século de existência. Na época, professores anunciavam seus préstimos para orientar pessoas a aprender datilografia. O rádio foi outro excelente meio que iniciou nos anos de 1920 e ganhou força a partir da década de 1930 com a criação da Rádio MEC e ampliação do sistema de radiodifusão no governo de Vargas. Nessa gestão, foi instituído decreto (em 1939) determinando que o rádio se tornasse meio de educação das regiões distantes do país. A televisão começa a ser usada apenas na segunda metade do ano de 1960 com a criação, em São Paulo, da TV Cultura (1967). Em 1969, um ano depois da TV Universitária de Recife, a TV Educativa do Maranhão entrou em funcionamento. Na Região Nordeste, esta TV foi a segunda a ser inaugurada.

Um dos marcos do Ensino a Distância foi a criação do telecurso de 2º grau, em 1978, com programas voltados para a formação média de alunos, produzidos pela TV Cultura e Fundação Roberto Marinho. Apenas para exemplificar a importância destes instrumentos, hoje muito melhor aperfeiçoados em seus recursos pedagógicos, cito o canal Futura, cujas aulas foram fundamentais para que um jovem rapaz de família de baixa renda da Baixada Maranhense fosse aprovado no primeiro vestibular para o curso de Medicina da UFMA no campus recém-criado em Pinheiro. O Ensino a Distância se diversificou. De acordo com Pierre Lévy, um dos maiores estudiosos da forma como hoje se transmite o conhecimento, as novas tecnologias de inteligência individual e coletiva modificam profundamente os dados do problema de educação e de formação.

Dentre as variadas instituições que atualmente habitam o ciberespaço levando educação e informação, quero destacar em especial a Universidade Aberta do SUS (UNA-SUS), uma iniciativa do Ministério da Saúde em parceria com as universidades federais, criada para ofertar qualificação profissional por meio da Educação a Distância (EAD) aos profissionais da rede de saúde pública.

A Universidade Federal do Maranhão (UFMA) iniciou a parceria em 2009 com a rede UNA-SUS e, a partir do ano seguinte, começou a operar com a oferta do Curso de Especialização em Saúde Materno-Infantil e também disponibilizou o Curso em Saúde da Família. Os dois cursos são essenciais para estratégia e implementação da Atenção Básica, primeira abordagem no princípio organizativo de regionalização e hierarquização do SUS. Outros cursos já ministrados na área de capacitação e especialização foram Dependência Química e Saúde Mental, Saúde do Idoso e Atenção Familiar. Além disso, a UFMA teve participação fundamental no lançamento do Programa Mais Médicos, bem como de aplicativos para cursos em áreas onde não há acesso à Internet, e ainda realizou oficinas e capacitações.

O mais recente projeto da UNA-SUS/UFMA também merece relevante destaque: trata-se da Especialização em Nefrologia Multidisciplinar que oferecerá 1000 vagas para todo o Brasil. No primeiro momento, serão matriculados 500 alunos. O curso será realizado em parceria com várias universidades do país. A doença renal crônica tem crescido no mundo inteiro. Além dos gastos com o tratamento serem extremamente caros, há um déficit importante de profissionais capacitados para atender à demanda crescente de pacientes. A capacitação se torna, nesse contexto, um gargalo considerável. A especialização que a UNA-SUS/UFMA oferece vem atender de forma pioneira a esta necessidade de formação dos profissionais da saúde e também daqueles que fazem parte das equipes multidisciplinares como nutricionistas, fisioterapeutas, assistentes sociais, psicólogos, farmacêuticos. A Especialização em Nefrologia Multidisciplinar é um passo ousado e indica a maturidade dos projetos criados e realizados pela UNA-SUS no Maranhão.

Muitos outros projetos estão sendo gestados, com a finalidade de melhoria, crescimento e desenvolvimento dos profissionais da área de saúde em nosso Estado. A internet aproxima o mundo e o traz para dentro de casa. Assim, cabe àqueles interessados em percorrer novos e inimagináveis caminhos na área do ensino aproveitar as oportunidades que a UNA-SUS/UFMA oferece.

Doutor em Nefrologia, reitor da UFMA, membro do IHGM, da AMM, AMC e AML.

 Publicado em O Estado do Maranhão em 21/09/2014

Mais opções
Copiar url

Porque a vida não espera

Revolução educacional

Quando tudo isso vai terminar?

Quando as pestes nos assaltam

Homenagem do reitor Natalino Salgado ao acadêmico da AML Sálvio Dino

Por uma nova versão da história

E se deixasse de haver ciência?

Entre linhas de luz

Homenagem do reitor Natalino Salgado ao acadêmico da AML Milson Coutinho

Homenagem do Reitor Natalino Salgado ao acadêmico da AML Waldemiro Viana

Tempos pandêmicos para secretas lições

Moby Dick, para uma macroscopia do coronavírus

Saúde e educação nas entranhas da cidade

Medicina e Literatura: mais que a vida

Os vírus, as pandemias e as alterações históricas

Ciência a serviço da vida

O vírus, o próprio homem, o racismo e outros inimigos

O sacrifício da verdade

Efeitos colaterais

Lá fora, sem sair de casa

O cenário das pragas na vida e na literatura

E as lanternas continuam acesas

Para sempre afetuosos

Será admirável o mundo novo?

O gigante aliado no combate ao mal

A (nova) escolha de Sofia

Qual fim está próximo?

Dia Internacional da Mulher

Doença renal: a prevenção começa na infância (II)

Celeiro de excelência

O (velho) novo problema da corrupção

Tempos difíceis

Obreiro do Conhecimento

Uma palavra de gratidão

Salve Mário Meireles!

Luzes para Domingos Vieira Filho

Novos cenários para a inovação tecnológica

A benção, meu pai

Dunas e saudade

A (anunciada) tragédia grega

Uma homenagem a Bacelar Portela

Um poeta, um estadista e um sacerdote

Reivindicação atendida

Dom Delgado, um homem visionário (IV)

Dom Delgado, um homem visionário (III)

Dom Delgado, um homem visionário (II)

Dom Delgado, um homem visionário (I)

Uma reparação histórica

Páscoa: vida nova a serviço do próximo

A Baixada Maranhense e a sua vocação para a grandeza

Um clamor pelos novos mártires

O legado de Darwin

Excelência no esporte

O essencial é que importa

Contra a intolerância

Menos corrupção em 2015

Contra a intolerância

O brilho de Carlos e Zelinda

A UFMA e o empreendedorismo

Inesquecível Mohana

TJ-MA e a justiça

Valorização da ciência

Novos caminhos para a educação

Ensino para além do tempo e da distância

Arqueologia, mais uma área de conquista da UFMA

O papel protagonista da Associação Comercial do Maranhão

Festival Guarnicê de Cinema: a magia sobrevive (III)

Festival Guarnicê de Cinema: a magia sobrevive (II)

Festival Guarnicê de Cinema: a magia sobrevive

A lição da Copa

A justiça mais próxima do cidadão

No caminho certo

Ubiratan Teixeira: múltiplos em um só

O legado de fé dos santos juninos

Sisu: democratização no acesso ao Ensino Superior

Espaço de celebração e valorização da cultura

Chagas de ausência

Mais um avanço da UFMA

Considerações sobre pecado e redenção

Páscoa, libelo em favor da liberdade

O dia em que a baixada parou

Anchieta, história de fé e amor pela educação

Um código de conduta para a rede

Um reconhecimento merecido

Vértice de oportunidades

O chamado da liberdade

A solução passa pela família

Extensão universitária: de braços abertos para a comunidade

Cuidar dos rins é viver melhor

Em defesa dos nobres valores

Contra a exclusão, a formação

Os (des) caminhos da violência

Pinheiro e Imperatriz, novo celeiro de médicos

Uma revolução em curso

Um ano de novas conquistas

A luz que vem da fé (considerações acerca da Epístola do Papa Francisco)

Conhecimento que desconhece fronteiras

Pelo diálogo e pela sensatez

Novos passos rumo à melhoria do ensino

Confissões antigas sobre o Maranhão

Oportunidades e melhorias no cenário da saúde

A ética como aliada da ciência

Merecidas palmas

A UFMA e o ENEM (parte II)

A UFMA E O ENEM (parte I)

(A)Deus, minha mãe

Voto e democracia, simbiose perfeita

Um desafio para o sistema educacional

Sobre despedidas e inícios

Pausa para equilíbrio e reflexão

Um presente à altura de São Luís

Educação que liberta e transforma

À espera de reforços

Democratizando o acesso

A benção de ser pai

Santa madre Igreja

Bem-vindo, Francisco

Quando prevenir, de fato, é melhor que remediar

E a violência?

Sinal de alerta

Sobre a paz e Santo Antonio

Interiorização: caminho para a emancipação

Quando o meio é a própria mensagem

Mais que um homem: uma lenda (parte II)

Mais que um homem: uma lenda

De poesia e de arte também se vive

Uma reivindicação justa e necessária

Vitória, fruto da perseverança

Inimigo oculto

A ordem natural das coisas

Alfabetização, primeiro passo para o desenvolvimento

Exemplo de abnegação e altruísmo

Um ato de reparação

O legado de Bento XVI

E Deus criou a mulher...

Excelência no Continente

O Admirável mundo da química

UFMA: um ano de grandes realizações

Tão perto, tão distante

Natal, tempo de paz e boa vontade

Reconhecimento à Bancada

Reflexões acerca do ano da fé

Medicina: um dom e uma missão

Ensino a distância revoluciona a educação no mundo

Turismo e Hotelaria no contexto das cidades criativas

São Luís: as homenagens continuam

A realização de um sonho

Energia limpa: caminho para o desenvolvimento

Investir em esporte para gerar campeões

SBPC 2012: cenário de múltiplas possibilidades

O federalismo sob ótica global

Histórias coincidentes de lutas e conquistas

Cultura Universitária x Cidade Universitária

Agradecer também é reconhecer

Diversidade local como solução global

Corpus Christi: tempo de recordar para valorizar

Valorizar o passado para compreender o presente

Compartilhar saberes, legar conhecimento

A SBPC e os saberes tradicionais

A educação que movimenta o desenvolvimento