Início do conteúdo da página
Início do conteúdo da página

ENTREVISTA: Psicóloga fala sobre campanha e cartilha da DQV em alusão ao Setembro Amarelo

Publicado em: 09/09/2020

 

SÃO LUÍS – Segundo a Divisão de Qualidade de Vida (DQV) da Universidade Federal do Maranhão, por meio de informações obtidas na Associação Brasileira de Psiquiatria (ABP), no Centro de Valorização da Vida (CVV), na Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz) e no Ministério da Saúde, as estatísticas apontam o aumento de tentativas de suicídio e de suicídio, após eventos extremos. Em momentos de crise, as pessoas podem apresentar desde reações normais ao estresse agudo até agravos mais profundos no sofrimento psíquico, experimentando sensação de medo, desesperança ou sintomas de algum transtorno mental, como ansiedade e depressão, segundo informações da Divisão.

No intuito de compreender essa temática, a fim de reduzir tabus e fortalecer as estratégias de prevenção, a Divisão lançou uma campanha de prevenção ao suicídio, com lançamento de uma cartilha com alguns dos principais questionamentos relacionados ao tema, intitulada “Vamos falar sobre suicídio? Cada vida conta. Ofereça apoio”.

Para falar sobre a campanha e o material produzido, Mônica Alves Silva de Araújo, psicóloga da DQV, concedeu uma entrevista à Diretoria de Comunicação (DCom) da Superintendência de Comunicação e Eventos (SCE) da UFMA.

Dcom: Qual o objetivo da campanha e os resultados que se espera alcançar?

Mônica Araújo - A campanha tem por objetivo prevenir o suicídio, aumentar o esclarecimento das pessoas sobre esse tema, divulgar medidas de apoio e locais de atendimento. Este ano, optou-se por divulgar material informativo promovendo a psicoeducação. Espera-se que o conhecimento adequado sobre o tema possa reduzir tabus e preconceitos relacionados a essa temática e fortaleça as práticas de prevenção e de enfrentamento.

Dcom: Qual o período de duração da campanha e quais ações serão desenvolvidas nesse período?

MA - As medidas de prevenção ao suicídio devem ocorrer de forma permanente, no entanto, no mês de setembro, há uma intensificação na abordagem a este tema em virtude do dia 10 de setembro, que é o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Nesta campanha, a atividade principal é a psicoeducação voltada para a comunidade acadêmica e o público de modo geral, compartilhando informações tais como os sinais de alerta para o suicídio, medidas de apoio e locais de atendimento na rede de saúde local.

Dcom: Por que é tão importante falar sobre este tema?

MA - A temática do suicídio é cercada de preconceitos, tabus, que prejudicam o seu reconhecimento, intervenção e prevenção. Existe uma falsa ideia de que falar sobre o suicídio pode favorecer que ele de fato aconteça ou que aumente a sua ocorrência na sociedade. Esse medo de falar sobre essa problemática proporciona que a sociedade tenha dúvidas sobre as suas verdadeiras causas, que muitas vezes são apontadas como fraqueza, falta de Deus ou de religião, etc.

Na verdade, a maioria dos casos de suicídio tem como pano de fundo algum transtorno psiquiátrico, muitas vezes a depressão, ou outros transtornos como ansiedade, transtorno bipolar, abuso de substâncias. Esses transtornos geralmente não são diagnosticados, não são tratados, ou são tratados inadequadamente.

Além disso, percebe-se uma dificuldade das pessoas de modo geral quanto ao que fazer quando presenciar alguém com sinais de alerta para o suicídio. Portanto há necessidade de divulgar, discutir, disseminar informações sobre o suicídio, sua relação com esses transtornos, além do fazer o apelo constante para as práticas de acolhimento e escuta de quem está em sofrimento e seu adequado encaminhamento para a rede de saúde.

Dcom - Quais são as atividades que o setor desenvolve para combater essas questões?

MA - A Divisão de Qualidade de Vida constantemente desenvolve materiais educativos, palestras, ações nos setores, rodas de conversa, seminários, voltados a temáticas da saúde mental, bem como outros temas em saúde, voltados especialmente para o seu público-alvol, que são os servidores e colaboradores da UFMA.

Além disso, conta com programas de promoção a saúde e qualidade de vida, que desenvolvem atividades de prevenção e atendimento de servidores que deles necessitam, como o “Readaptar”, que fornece atendimento a servidores que sofreram limitações no trabalho devido a adoecimento físico e/ou mental. Promovemos também o “Recomeçar”, que realiza acompanhamento de servidores que fazem uso de substâncias químicas e que desejam parar ou que estejam enfrentando dificuldades com o trabalho devido a este transtorno.

Há também as “Relações Interpessoais”, que auxilia servidores e equipes a melhorarem o relacionamento entre si, realizando também escuta e mediação em casos de conflitos; e a “Atividade Física e Qualidade de Vida”, que incentiva e proporciona a prática de esportes nos intervalos de trabalho e oferece a ginástica laboral para prevenção de doenças ocupacionais. 

Existem também outros programas disponíveis para o servidor como “Saúde Vocal”, “Terapia Ocupacional”, “Incluir” e o “Mais Viver”. Esses programas contam com profissionais na área da psicologia, terapia ocupacional, serviço social, fonoaudiologia e fisioterapia.

Confira a cartilha

Saiba mais

A campanha Setembro Amarelo e a cartilha “Vamos falar sobre suicídio? Cada vida conta. Ofereça apoio”, promovida pela Divisão de Qualidade de Vida da UFMA, recebe o apoio da Coordenação de Atenção à Saúde do Servidor (Cass) e da Pró-Reitoria de Gestão de Pessoas (Progep).

Outras informações podem ser obtidas pelo e-mail dqv.progep@ufma.br ou pelo telefone institucional do setor, (98) 3272-8817. Confira também as redes sociais da Diretoria no Facebook e no Instagram.

 

Quer ver uma iniciativa bacana do seu curso divulgada na página oficial da UFMA? Envie informações à Ascom por WhatsApp (98) 98408-8434.
Siga a UFMA nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram, YouTube e RadioTube

Produção: Marcos Paulo Albuquerque
Revisão: Jáder Cavalcante

Lugar: Cidade Universitária Dom Delgado
Texto: Allan Potter
Última alteração em: 09/09/2020 19:57

Arquivo anexo

Mais fotos

Mais opções
Copiar url

Outras Notícias

20/10/2020

10:15

UFMA 54 anos: a Universidade na vanguarda do conhecimento científico no Maranhão SÃO LUÍS – Mais de cinco décadas de formação – estrutural e acadêmica – e de dedicação na missão de...

19/10/2020

18:10

Maranhão Júnior representa UFMA no Encontro Nacional de Empresários Juniores SÃO LUÍS – A Universidade Federal do Maranhão foi representada na 27ª edição do Encontro Nacional de Empresários Juniores (Enej)...

19/10/2020

18:00

Segunda do Português: "Juros" e "Em oito" 1. Juros Outro dia, durante o horário eleitoral, um candidato a prefeito cometeu uma infração ao bom português, com a seguinte...

19/10/2020

16:57

Programação Virtual do Festival Guarnicê tem diversas opções Publicado originalmente em 17/10/20, no Imirante.com. SÃO LUÍS - Corram, que ainda dá para assistir a todos os filmes de curta...

19/10/2020

16:48

No Rádio Ciência, diretor de centro de inovação faz ponderações sobre a educação maranhense no Ideb SÃO LUÍS - No dia 15 de setembro, o Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) divulgou...
Fim do conteúdo da sessão