Início do conteúdo da página
Início do conteúdo da página

Membro da LESAMA fala como o cenário de e-sports vem crescendo na comunidade acadêmica

Publicado em: 07/08/2020

SÃO LUÍS - A Liga de E-Sports Acadêmica do Maranhão (Lesama) promoverá a I Olimpíada E-Sports da UFMA. Como jogador e organizador de eventos da Liga, além de membro do Conselho Presidencial da Lesama, Gerson Diniz, graduando do Curso do Bacharelado Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia (BICT), afirma que o cenário dos E-Sports vem crescendo progressivamente e que o engajamento das atléticas e da comunidade tem sido de grande importância.

Ele concedeu entrevista à Diretoria de Comunicação da UFMA e contou como essa modalidade tem se tornado tendência, não só na Universidade, mas em todo o mundo.

DCOM: Como tem sido o crescimento da modalidade dos e-sports na UFMA?

Gerson Diniz: Com o surgimento do projeto Lesama, os e-sports deram um salto em sua fomentação nos últimos dois anos. É perceptível a diferença de visão no dia a dia. Hoje, grande parte das atléticas contam com uma coordenação direcionada ao e-sport.

DCOM: Como as pessoas com esse interesse em comum se uniram para tornar essa modalidade mais forte e organizada?

Gerson Diniz: Aconteceu de forma espontânea. Fui convidando alguns amigos que tinham interesses em comum com o esporte eletrônico. Grande parte dos principais membros surgiram em situações pontuais e chamamos para participar do projeto. Somente no início deste ano é que fizemos um processo seletivo, e o resultado foi muito positivo.

DCOM: Quais foram e quais são maiores desafios desse percurso?

Gerson Diniz: O maior desafio é a gestão de pessoas. Hoje a Lesama conta com 30 colaboradores, então gerenciar a produtividade e a comunicação de um projeto desse tamanho é uma tarefa árdua. Outro grande desafio é o incentivo ao aprendizado contínuo. Influenciar grande parte dos colaboradores a se manterem em constante qualificação também é uma tarefa que demanda muito trabalho.

DCOM: Com a promoção destes eventos, como tem sido a interação e visibilidade por parte da comunidade?

Gerson Diniz: A interação tem sido muito boa, e conseguimos atender muito bem à demanda da UFMA. Porém já temos repercussão estadual, nossa influência em outras instituições ainda não é forte, se comparada à presença na UFMA, e esse é um dos desafios para 2021.

DCOM: Por que escolheram estes cinco jogos - League of Legends (LoL), Counter Strike: Global Offensive (CS: GO), Clash Royale, Valorant e Free Fire – para a primeira edição da Olimpíada?

Gerson Diniz: São levados em conta a popularidade, a logística de organização e a logística de transmissão. Clash Royale e Free Fire são jogos com grande potencial de inscrição por conta de serem mobile; League of legends já é um jogo grande; Counter Strike e Valorant são jogos fortes, porém com um público menor.

DCOM: No show de acolhida, houve um campeonato do jogo League of Legends feito em duplas de jogadores para controlar um personagem só (um no teclado e outro no mouse). Qual o objetivo dessa atividade?

Gerson Diniz: O objetivo desse challenge no show de acolhida era disponibilizar um novo modo de competição para mostrar que o que importa no esporte eletrônico, no fim das contas, é a comunicação e o trabalho em equipe, além de ser uma quebra de paradigma das competições serem feitas com muita seriedade. O “Desafio x1 Stonks” se tornou algo leve e divertido.

DCOM: Como pretendem fazer para expandir essa competição para outros câmpus da UFMA e para outras instituições?

Gerson Diniz: O plano de expansão para outras universidades conta com a adição de mais colaboradores de outros câmpus e outras instituições, bem como networking interno para a realização. Também temos interesse em realizar ações e campeonatos em áreas mais comerciais, em que há uma convergência maior de público, como shoppings.

Saiba mais

A Olimpíada contará com as modalidades dos jogos Clash Royale, Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), Free Fire, League of Legends (LoL) e Valorant. A inscrição dos times vai até o dia 5 de agosto. Para as modalidades coletivas, cada equipe pagará uma taxa de R$ 5 por jogador, e a inscrição deve ser feita, de forma on-line, pelo capitão do time, sendo confirmada por meio de comprovante de pagamento. Os jogadores deverão, também, apresentar o comprovante de matrícula e outros dados específicos do jogo.

As equipes de LoL, CS:GO, Clash Royale e Valorant terão 20 times cada modalidade, já para as de Free Fire, serão permitidos até 24 times. As equipes dessas modalidades que ultrapassarem essa quantidade entrarão para a lista de espera. Se algum time não confirmar sua inscrição, aqueles que estiverem na lista de espera serão convocados.

Para saber mais, acesse o perfil no Instagram da Lesama, para ter acesso ao regulamento e acompanhar as atualizações da I Olimpíada de E-Sports UFMA. Acompanhe as transmissões dos jogos em www.twitch.tv/lesamagg


Quer ver uma iniciativa bacana do seu curso divulgada na página oficial da UFMA? Envie informações à Ascom por WhatsApp (98) 98408-8434.
Siga a UFMA nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram, YouTube e RadioTube

Produção: Marcos Paulo Albuquerque
Revisão: Jáder Cavalcante

Lugar: Cidade Universitária Dom Delgado
Texto: Walber Oliveira
Última alteração em: 06/08/2020 22:12

Mais opções
Copiar url

Outras Notícias

29/10/2020

12:45

Curso de Enfermagem do Câmpus São Luís confirma destaque no Enade 2019 com nota máxima SÃO LUÍS - Preliminarmente conhecido como Escola de Enfermagem São Francisco de Assis, o curso de Enfermagem da Universidade Federal...

28/10/2020

21:39

UFMA homenageia o professor Aymoré Alvim com o título de Professor Emérito SÃO LUÍS - Natural de Pinheiro-MA, baixada maranhense, o professor Aymoré de Castro Alvim, do departamento de Patologia da UFMA,...

28/10/2020

17:00

Colun realiza entrega de chips de dados móveis para que estudantes acompanhem as aulas remotas SÃO LUÍS – Após realizar uma pesquisa interna em que identificou que 42% de seus alunos estavam com dificuldades ou...

28/10/2020

16:40

Arqueólogo e professor da UFMA tem pesquisa reconhecida por revista internacional SÃO LUÍS - O arqueólogo e professor do departamento de Oceanografia e Limnologia da UFMA, Arkley Marques Bandeira, é um...

28/10/2020

15:00

Professor Antonio Cordeiro receberá, na sexta-feira, o título de Professor Eméito SÃO LUÍS - Na continuação da série Professor Emérito 2020, o próximo homenageado será o professor Antonio Cordeiro Feitosa, do...
Fim do conteúdo da sessão