Início do conteúdo da página
Início do conteúdo da página

Segunda do Português: "Habitar"

Publicado em: 09/03/2020

Habitar

 

Os erros gramaticais que envolvem o uso do verbo “habitar” são muito comuns, talvez porque exista uma semelhança semântica com os verbos “viver”, “morar” e “residir”. Observe o exemplo abaixo, em que o verbo foi erroneamente utilizado:

                Deus habita nesta casa.

Vi essa frase no sábado passado, em uma loja de artigos para jardinagem. Estava escrita em uma tabuleta-enfeite de jardim, com ilustrações de um passarinho, flores e uma paisagem bucólica — tudo de muito bom gosto. Mas pecaram no português!

Explicando: o verbo “habitar” é transitivo direto, portanto não vem seguido de adjunto adverbial de lugar, diferentemente de “viver”, “morar” e “residir”. Observe a mesma oração, escrita com esses três verbos:

                Deus vive nesta casa. (correto)

                Deus mora nesta casa. (correto)

                Deus reside nesta casa. (correto)

No caso de “habitar”, embora tenha significado parecido com os verbos acima, sua regência é a mesma do verbo “ocupar”, que também é transitivo direto. Ou seja, se você “ocupa uma casa”, você também “habita uma casa”.

Logo a construção correta na frase exemplo é:

                Deus habita esta casa.

Para não restar dúvida sobre a regência de “habitar”, devemos lembrar que só existe voz passiva com verbos transitivos diretos. Os três verbos citados são intransitivos, ou seja, não requerem complemento de natureza substantiva. Observe que nenhum deles aceita a voz passiva:

                Esta casa é vivida por Deus. (construção estranha)

                Esta casa é morada por Deus. (também não)

                Esta casa é residida por Deus. (esse mesmo é que não!)

No entanto, caso utilizemos o verbo “habitar”, o resultado é uma estrutura gramatical plenamente correta:

                Esta casa é habitada por Deus. (agora, sim!)

Observe outros exemplos:

                Humanoides habitavam aquela região => Aquela região era habitada por humanoides.

                Ela habita meu coração => Meu coração é habitado por ela.

                Nós habitaremos o apartamento 405 => O apartamento 405 será habitado por nós.

Vi numa camisa a seguinte frase:

                Jesus habita em mim.

Errado também! Lembremos que o elemento que vem após o verbo “habitar”, não pode ser iniciado pela preposição “em”. Nesse caso, a frase correta é: Jesus me habita.

 

Envie sugestões e críticas para esta coluna pelo e-mail: dcom@ufma.br


Quer ver uma iniciativa bacana do seu curso divulgada na página oficial da UFMA? Envie informações à Ascom por WhatsApp (98) 98408-8434.
Siga a UFMA nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram, YouTube e RadioTube

Revisão: Jáder Cavalcante

Texto: JADER CAVALCANTE DE ARAUJO
Última alteração em: 09/03/2020 15:44

Mais opções
Copiar url

Outras Notícias

25/11/2020

20:32

Alunos de Ciência da Computação e BICT representarão a UFMA em evento nacional de programação   SÃO LUÍS - A equipe “UFMA Time 1”, composta pelos estudantes Davyson Almeida, Pedro Bernhard e Manu Lemos dos cursos...

25/11/2020

19:02

UFMA realiza 26º Simpósio Brasileiro de Sistemas Multimídia e Web   SÃO LUÍS – Entre os dias 30 deste mês e 4 de dezembro, será realizado o 26º Simpósio Brasileiro de...

25/11/2020

17:58

Superintendência de Infraestrutura busca parcerias em Imperatriz   SÃO LUÍS - No dia 12 deste mês, ocorreu uma reunião na Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII) entre...

25/11/2020

12:24

Pós-Graduação em Química promove webinário em cooperação internacional com Madrid   SÃO LUÍS - A Agência de Inovação, Empreendedorismo, Pesquisa, Pós-Graduação e Internacionalização (AGEUFMA) informa que o Grupo de Pesquisa em...

25/11/2020

11:06

Proquali concede o Prêmio Mérito Científico para sete pesquisadores da UFMA   SÃO LUÍS - O Programa de Qualidade da Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Proquali) da UFMA divulgou, nesta semana, a lista...
Fim do conteúdo da sessão