Início do conteúdo da página
Início do conteúdo da página

Segunda do Português: Ortografia

Publicado em: 01/07/2019

SÃO LUÍS - Certamente, um dos assuntos mais fáceis da língua portuguesa é a ortografia, até porque os programas de computador estão vigilantes, prontos para apontar qualquer deslize do redator. No entanto os softwares ainda não conseguem detectar o erro na frase “Ela trabalha em uma creche e costa do que faz”. Pois foi pensando nessa nossa atual dependência das correções automáticas que nossa coluna semanal de hoje vai tratar de ortografia. Vamos abordar uma sequência de palavras em que a maioria tem dúvida, e os corretores dos programas não acusam.

ONLINE ou ON-LINE

A forma correta de escrita da palavra é “on-line”, com hífen. A palavra “online”, sem hífen, embora seja frequentemente utilizada e se encontre dicionarizada nos dicionários de língua inglesa, não se encontra reconhecida no vocabulário ortográfico da Academia Brasileira de Letras.

 

E-MAIL ou EMAIL

“E-mail” é um estrangeirismo, e é essa a forma original de escrita da palavra em inglês, que é a abreviatura de “electronic mail” (correspondência eletrônica). Enquanto, em alguns estrangeirismos, utilizamos a forma aportuguesada da palavra (como batom, abajur, boxe); em outros, utilizamos a palavra na sua forma original (como mouse, delivery, pizza). No caso em questão, a palavra e-mail é usada em sua forma original.

 

MAU HUMOR ou MAL-HUMOR

Lembre que “mau” é adjetivo, portanto deve caracterizar um substantivo, que é o caso de “humor”. Portanto percebe-se que o certo é “mau humor”.

Já a palavra “mal” tem natureza adverbial, e deve modificar verbo, adjetivo ou advérbio. Pode-se afirmar que “mal” seria utilizado se estivesse acompanhado de “humorado”, por exemplo, que é um adjetivo. Veja esta frase:

Ele acordou mal-humorado, mas seu mau humor chegou a um limite inaceitável.

 

NÃO OCORRÊNCIA ou NÃO-OCORRÊNCIA

De acordo com as modificações estabelecidas pelo Acordo Ortográfico da Língua Portuguesa, a palavra “não” deixou de ser hifenizada quando estiver seguida de substantivo. Antes da reforma, escrevia-se “não venenoso” (não + adjetivo) e “não-veneno” (não + substantivo). Agora o hífen não se usa mais em nenhum caso. Na hora de escrever, grafe: não ocorrência, não comparecimento, não agressão, não cooperação, não cumprimento, não execução, não ficção, não pagamento, não proliferação, não violência, etc.


Quer ver uma iniciativa bacana do seu curso divulgada na página oficial da UFMA? Envie informações à Ascom por WhatsApp (98) 98408-8434.
Siga a UFMA nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram, YouTube e RadioTube

Revisão: Jáder Cavalcante

Lugar: Cidade Universitária Dom Delgado
Texto: Jáder Cavalcante
Última alteração em: 28/06/2019 13:26

Mais opções
Copiar url

Outras Notícias

25/11/2020

20:32

Alunos de Ciência da Computação e BICT representarão a UFMA em evento nacional de programação   SÃO LUÍS - A equipe “UFMA Time 1”, composta pelos estudantes Davyson Almeida, Pedro Bernhard e Manu Lemos dos cursos...

25/11/2020

19:02

UFMA realiza 26º Simpósio Brasileiro de Sistemas Multimídia e Web   SÃO LUÍS – Entre os dias 30 deste mês e 4 de dezembro, será realizado o 26º Simpósio Brasileiro de...

25/11/2020

17:58

Superintendência de Infraestrutura busca parcerias em Imperatriz   SÃO LUÍS - No dia 12 deste mês, ocorreu uma reunião na Associação Comercial e Industrial de Imperatriz (ACII) entre...

25/11/2020

12:24

Pós-Graduação em Química promove webinário em cooperação internacional com Madrid   SÃO LUÍS - A Agência de Inovação, Empreendedorismo, Pesquisa, Pós-Graduação e Internacionalização (AGEUFMA) informa que o Grupo de Pesquisa em...

25/11/2020

11:06

Proquali concede o Prêmio Mérito Científico para sete pesquisadores da UFMA   SÃO LUÍS - O Programa de Qualidade da Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (Proquali) da UFMA divulgou, nesta semana, a lista...
Fim do conteúdo da sessão