Sobre Editais Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página

Sobre Editais

    SIGProj

     

    O Sistema de Informação e Gestao de Projetos (SIGProj) tem como objetivo auxiliar o planejamento, gestão, avaliação e a publicização de projetos de extensão, pesquisa, ensino e assuntos estudantis desenvolvidos e executados nas universidades brasileiras. O SIGProj, sigproj.ufrj.br, foi desenvolvido por pesquisadores e alunos de várias universidades brasileiras (formando uma comunidade SIGProj) sob a coordenação do Ministério da Educação (MEC).

    A proposta do SIGProj é agilizar o processo de envio de projetos por meio da Internet e consequente parecer técnico de comitês e câmeras, acompanhando e monitorando as atividades da proposta durante as fases de planejamento, execução e avaliação. Além de auxiliar na gestão universitária, tem como objetivo principal contribuir para democratizar todas as informações para a comunidade universitária e a sociedade provendo transparência pública.

    A elaboração de projetos é realizada em formulário on-line no SIGProj e diretamente pelo coordenador/tutor da proposta, nas respectivas unidades institucionais. Para cadastrar um projeto, o coordenador deverá estar vinculado à sua instituição e ter um cadastro prévio de pesquisador no SIGProj.

    A consulta a esse rico banco de dados do SIGProj é aberta a toda a comunidade, sem a necessidade de cadastro prévio, senhas ou login, bastando clicar no item "CONSULTAS" do menu e formular a sua pesquisa.

    -FLUXO CONTÍNUO

     

    Disciplina o registro, a avaliação e aprovação de Ações de Extensão, sem recursos financeiros da UFMA. Tem por objetivo promover a institucionalização de novas ações de extensão e padronizar o acompanhamento de propostas aprovadas em anos anteriores por meio do SIGProj, sem ônus para a Universidade Federal do Maranhão, representando significativa articulação entre ensino e pesquisa com as demandas da sociedade e do desenvolvimento regional do estado do Maranhão. As ações poderão ou não prever recursos financeiros por meio da captação em outras fontes de financiamento.

    Poderão ser proponentes de ação de extensão na UFMA:

    • Docentes do quadro efetivo de servidores da UFMA;
    • Técnico-administrativos do quadro efetivo de servidores da UFMA;
    • Docentes visitantes e/ou substitutos, desde que a data prevista para o término da execução da ação, incluindo-se a apresentação do Relatório Final, seja de 60 (sessenta) dias antes da data do término de seu contrato com a UFMA.

    PROGRAMA DE BOLSAS DE EXTENSÃO

     

    O Programa de Bolsas de Extensão tem por objetivo a concessão de apoio financeiro da Universidade Federal do Maranhão (UFMA), por meio da Pró-Reitoria de Extensão, Cultura e Empreendedorismo (PROEXCE). Poderão concorrer a até duas bolsas de extensão propostas de ações de extensão na modalidade de Projeto de Extensão.

    Poderão ser bolsistas de extensão:

    • Discentes regularmente matriculados em cursos de graduação da UFMA desde que:
      • - tenham disponibilidade de 20h semanais para o proejto;
      • - ter coeficiente de rendimento igual ou superior a 6,0;
      • - não apresentar no histórico escolar mais de três reprovações;
      • - estar cursando, pelo menos, o 3o período letivo;
      • - submeter-se a processo seletivo pelo (a) coordenador (a) do projeto.

    -PROEXT

     

    O objetivo geral do PROEXT- SESu/MEC é apoiar as Instituições Públicas de Ensino Superior no desenvolvimento de programas e/ou projetos de extensão que contribuam para a implementação e para o impacto de políticas, potencializando e ampliando patamares de qualidade das ações propostas, projetando a natureza das mesmas e a missão da universidade pública.

    As IES poderão concorrer ao financiamento de até R$ 100.000,00 (cem mil reais) por projeto e de até R$ 300.000,00 (trezentos mil reais) por programa, com o fito de potencializar e ampliar os patamares de qualidade da extensão universitária na formação dos alunos associando a sua natureza pedagógica à missão das instituições de ensino superior públicas; estimular o desenvolvimento social e o espírito crítico dos estudantes, bem como a atuação profissional pautada na cidadania e na função social da educação superior; além de contribuir para a melhoria da qualidade de educação brasileira por meio do contato direto dos estudantes extensionistas com realidades concretas e da troca de saberes acadêmicos e populares.

     

    Fim do conteúdo da página