Sabia que um só biscoito recheado tem mais lipídios que uma salsicha? Docentes respondem
Início do conteúdo da página
Início do conteúdo da página

Sabia que um só biscoito recheado tem mais lipídios que uma salsicha? Docentes respondem

Publicado em: 28/09/2018

SÃO LUÍS – Responda rápido: O que é um alimento seguro? Segundo Adenilde Mouchrek, professora e coordenadora do Curso de Noções de Análise Físico-Química e Microbiológicas de Alimentos, é aquele que está microbiologicamente dentro de padrões aprovados pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ela também informa que o curso está com inscrições abertas de forma presencial, no prédio do Programa de Controle de Qualidade de Alimentos e Água (PCQA), localizado no Pavilhão Tecnológico da Cidade Universitária, em frente ao prédio CEB Velho. A capacitação é promovida pelo curso de Química Industrial da UFMA.

Análise de alimentos vendidos na rua

Segundo Adenilde, durante a avaliação de um alimento, devem-se analisar certos tipos de microrganismos indicadores e, logo após, adequar o produto para os padrões alimentícios nacionais. “No curso, vamos analisar alimentos que são vendidos na rua, considerando seus indicadores de manipulação e de matéria-prima. Por exemplo, os coliformes são bactérias dentro de um padrão de manipulação que a gente tem que analisar e dizer se esse alimento está dentro das condições higiênicas sanitárias adequadas para esse produto”, explicou.

Rotulagem nutricional

Nenhum alimento pode ir para as prateleiras de um supermercado sem uma análise físico-química chamada de rotulagem nutricional. A quantidade de itens que compõem um alimento, como umidade, sódio, carboidratos e gorduras deve estar presente no rótulo para a segurança do consumidor, prevenindo doenças e mantendo o controle nutricional de calorias, além de facilitar a fiscalização desses produtos e evitar venda irregular de alimentos no mercado.

Biscoito recheado X salsicha

O professor e também coordenador do curso, Victor Mouchrek Filho, explicou a importância de uma rotulagem nutricional utilizando, como exemplo, um paralelo entre um biscoito recheado e uma salsicha. Análises realizadas anteriormente no curso pelo professor já detectaram aproximadamente 30% de gordura trans em um alimento de apenas cem gramas.

“O biscoito, apesar de ter leite, é considerado um alimento do reino vegetal pois a maior parte da sua matéria-prima é trigo. Em seguida, pegamos uma salsicha e analisamos a diferença de teor dos indicadores entre os alimentos dos reinos animal e vegetal. Quando verificamos os altos impactos de gordura e dos lipídios entre os dois alimentos, os alunos presumem que o maior teor vem da salsicha, mas não, vem do biscoito. O teor de lipídios do biscoito é altíssimo, principalmente o recheado”, alertou.

Sobre o curso

Desde 2005, a iniciativa vem qualificando estudantes e profissionais da química, nutrição e áreas relacionadas de forma prática e teórica sobre a importância da qualidade de alimentos para a saúde da população.

“O aluno sai daqui com a capacidade de pegar um alimento, fazer a sua análise nutricional e rotular esse produto, além de conhecer a quantidade do teor de itens como proteínas e carboidratos desses alimentos. São poucos os cursos que abordam essa parte da físico-química”, pontuou Victor Mouchrek.

Os professores explicaram que profissionais e estudantes de diversas instituições públicas e privadas se inscrevem na iniciativa devido à carência de aulas práticas.

“Já tivemos cursos em que terminamos um ciclo e começamos outro imediatamente. A físico-química e a microbiologia aprimoram o estudante e o profissional para situações que requerem noção mais profunda sobre análises de alimentos. Isso é gratificante e nos abre portas para continuarmos promovendo essa iniciativa, já que os alunos recomendam o curso para colegas e amigos”, explicou Adenilde Mouchrek.

Inscrições

Para a inscrição, os estudantes devem pagar uma taxa de R$ 80. A taxa para profissionais da área é R$ 160. As aulas do projeto ocorrerão no PCQA entre os dias 22 de outubro e 1° de novembro deste ano, de segunda a sexta, das 18h às 20h. Para entrar em contato com a organização do projeto, basta ligar para os telefones (98) 3272-8675 ou (98) 3272-8679.


Quer ver uma iniciativa bacana do seu curso divulgada na página oficial da UFMA? Envie informações à Ascom por WhatsApp (98) 98408-8434.
Siga a UFMA nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram, YouTube e RadioTube

Produção: Luiz Gabriel Bastos
Revisão: Jáder Cavalcante
Fotos: Laila Marques
Lugar: Cidade Universitária Dom Delgado
Texto: Rodrigo Bomfim
Última alteração em: 28/09/2018 16:31

Mais opções
Copiar url

Outras Notícias

22/10/2018

13:25

A experiência de licenciandos no estágio será tema de seminário que começa nessa terça, 23 SÃO LUÍS – “O estágio é uma oportunidade que o aluno tem de se perceber como um profissional em exercício”,...

22/10/2018

12:35

Roda de conversa debaterá a divulgação de trabalhos científicos na mídia, entre os dias 24 e 25 SÃO LUÍS – A Universidade Federal do Maranhão, por meio do grupo de Pesquisa Divulgação Científica e Educação Ambiental (Dicea),...

22/10/2018

11:52

UFMA comemora seus 52 anos durante encerramento da 15ª SNCT SÃO LUÍS - No último sábado, 20, foi realizado o encerramento da 15ª Semana Nacional de Ciência e Tecnologia no...

22/10/2018

10:30

Abertas as inscrições para submissão de trabalhos na Revista Bibliomar SÃO LUÍS – Estão abertas, até o dia 2 de novembro, as inscrições para a submissão de trabalhos para a...

21/10/2018

12:15

Mensagem da reitora em celebração aos 52 anos da nossa UFMA Uma Universidade relevante não se constrói da noite para o dia, muito menos mantém sua estrutura em pleno funcionamento em...
Fim do conteúdo da sessão