Start-Up movimenta mercado de venda de passagens Ir direto para menu de acessibilidade.
Início do conteúdo da página
Início do conteúdo da página

Start-Up movimenta mercado de venda de passagens

Publicado em: 14/05/2018

Para solucionar dificuldades financeiras na hora de viajar, a empresa mineira MaxMilhas oferece aos clientes sua plataforma de compra de passagens aéreas, para as pessoas que buscam gastar pouco, e venda de milhas acumuladas do cartão de crédito. A empresa é fruto de apoio do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq) por meio do Programa Start-Up Brasil do Ministério da Ciência Tecnologia Inovações e Comunicações (MCTIC). Ao ser contemplado pelo programa, o projeto contou com a orientação da aceleradora 21212, que permitiu contratar desenvolvedores e programadores para aprimorar seus serviços.

Segundo Max Oliveira, CEO e fundador da MaxMilhas, o apoio do CNPq foi decisivo para o amadurecimento e desenvolvimento pleno da empresa. "Foi no Start-up Brasil que a MaxMilhas conseguiu o apoio necessário de mão de obra tecnológica, e visibilidade para desenvolver o negócio até um patamar mais maduro", afirma Oliveira.

Desde o inicio do lançamento de um novo segmento no mercado aéreo, empresa enfrenta desafios constantes como explicar a nova cultura da empresa para os clientes, transmitir credibilidade, e fortalecer-se pelo seu propósito. Apesar dos desafios próprios do desconhecimento sobre o mercado em expansão, a empresa dobrou a receita operacional, assim como o crescimento de 60% nas transações realizadas. A MaxMilhas gera receita a partir da taxa de serviço cobrada dos compradores, e também sobre a comissão cobrada dos vendedores.

Para comprar passagens na plataforma basta escolher o destino, a data de ida e volta (ou somente ida), o número de passageiros e fazer a busca. Se o melhor preço for oferecido pela companhia aérea, o site redireciona a compra para a companhia, caso contrário, se a melhor opção for via MaxMilhas basta selecionar o voo. Para vender milhagens na plataforma, os interessados devem informar quantas milhas deseja vender e escolher, com base nas ofertas dos outros ofertantes, o valor para cada 1.000 milhas. 

Segundo o CEO da empresa, possibilitar o vendedor definir o preço das milhas é o diferencial da empresa. "Somos a única empresa que permite que o vendedor escolha o preço das milhas que deseja vender, transformando-o assim no protagonista dessa negociação. Assim como possibilitar pessoas que não tem cartão de crédito ou estão sem limite no cartão no momento consigam comprar com facilidade por meio de transferência bancária", explica o empresário.

O Programa Start-Up Brasil

Start-Up Brasil, Programa Nacional de Aceleração de Startups, é uma iniciativa do governo federal, criado pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações (MCTIC), com gestão da Softex e em parceria com aceleradoras, para apoiar as empresas nascentes de base tecnológica.

As startups cumprem com a função de continuamente revitalizar o mercado, mas precisam de um ambiente propício para que se desenvolvam e tenham sucesso. A figura da aceleradora surge nesse contexto como um agente fortemente orientado ao mercado, geralmente de origem privada e com capacidade de investimento financeiro, que tem a função de direcionar e potencializar o desenvolvimento das startups.

São oferecidos R$ 200 mil por ano para cada startup, repassados na forma de bolsas para pesquisa e desenvolvimento, concedidas pelo CNPq. Essas bolsas serão concedidas para os profissionais indicados pela startup e terão seus valores mensais depositados na conta corrente destes profissionais. Para que estejam aptos a receber as bolsas, será necessário que os candidatos se enquadrem nos critérios de formação acadêmica e experiência profissional específicos para a categoria de bolsa pretendida. Estes critérios estão detalhados no edital de seleção das startups.


Quer ver uma iniciativa bacana do seu curso divulgada na página oficial da UFMA? Envie informações à Ascom por WhatsApp (98) 98408-8434.
Siga a UFMA nas redes sociais: Twitter, Facebook, Instagram, YouTube e RadioTube


Fonte: Coordenação de Comunicação Social do CNPq
Última alteração em: 14/05/2018 10:39

Mais opções
Copiar url

Outras notícias

24/05/2018

10:43

PPPGI participa do III Workshop de Biodiversidade e Biotecnologia do Maranhão SÃO LUÍS - A Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PPPGI) participa da Solenidade de Abertura do III Workshop de...

23/05/2018

15:56

Seminário sobre ações afirmativas na pós-graduação ocorrerá nessa quinta-feira, 24 SÃO LUÍS – A partir das 15h dessa quinta-feira, 24, ocorrerá o “Seminário sobre Ações Afirmativas na Pós-Graduação da Universidade...

23/05/2018

11:19

Nota de pesar: Sergio Figueiredo Ferretti É com bastante pesar que a Pró-Reitoria de Pesquisa, Pós-Graduação e Inovação (PPPGI), recebe e lamenta a notícia do falecimento...

21/05/2018

15:51

Pele impressa em 3D pode substituir testes em animais Pele humana reconstituída em impressoras 3D pode ter importantes utilidades como a avaliação toxicológica ou de eficácia de substâncias aplicadas...

21/05/2018

15:50

Inscrições abertas para Prêmio CAPES de Tese 2018 Estão abertas, até 27 de junho, as inscrições para o Prêmio CAPES de Tese 2018, que reconhecerá as melhores teses...
Fim do conteúdo da sessão